Quinta-feira, 30 de Setembro de 2010

" EU SOU UMA FOLHA..."

Hoje pusemos mais uma vez a nossa criatividde à prova.

Transformamo-nos numa folha e...

 

Eu sou uma folha de videira. Sou linda e verdinha. Sinto-me muito feliz e gosto bastante de viver aqui, principalmente quando tenho a companhia das minhas queridas e belas uvas.

No Outono eu mudo de cor e vou ficando amarela, laranja, roxa, avermelhada e castanha. Fico feia e murcha.

Depois de me despedir das minhas vizinhas uvas, fico triste, chega o Outono e eu caio ao chão, fico seca.

Gostava de não viver sozinha.

Queria viver com a minha família pendurada na árvore mais alta. Nesta altura preferia ser filha de uma árvore muito bonita e de folha permanente. Assim não corria o risco de morrer no Outono.

Marco

 

Eu sou uma folha de Macieira. Sou vermelha, muito bonita e grande. No Outono sinto-me sozinha e quando olho para o chão vejo muitas folhas que formam um tapete colorido. Vivo um bocado triste porque estou só na minha casa até o vento resolver levar-me com ele.

Foi isso mesmo que me aconteceu um dia. Fui parar a uma casa, mais propriamente no parapeito de uma janela. O vento era tão forte que batia na vidraça. Uma menina que estava lá viu-me e levou-me para dentro. Brincámos, dançámos, fizemos várias coisas. Fiquei a viver lá para sempre.

Rui

Eu sou uma folha da Pereira. Sou engraçada e bem-disposta na Primavera. A minha cor é verde.

No Verão já começo a ficar sem graça com cores mais feias, na minha opinião.

No Outono fico amarela, avermelhada, roxa, castanha, alaranjada…

Sinto-me tão murcha e fraca que até caio.

Gostava muito que me apanhassem, me guardassem como lembrança e me tratassem como uma verdadeira amiga.

Nuno

publicado por saladosoceanos às 21:52
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

POESIA EM FAMÍLIA

 

Uma das principais preocupações do ensino é a escrita.As crianças necessitam de estratégias diversificadas e de novos incentivos para adquirirem no seu trabalho a "arte de bem escrever".Por esta mesma razão os alunos do 3º C, vão durante este ano lectivo,  em casa, com a família, escrever poesias sobre variados temas consoante as diferentes épocas do ano.É mais uma vez, uma tentativa de intercâmbio Escola/Família, fomentando a importância que daqui advém com este estreitamento .Pretende-se um maior interesse e entusiasmo por parte das crianças e consequentemente dos restantes membros da família que se sentirão parte integrante da aprendizagem dos seus educandos.

Assim sendo existe um caderno intitulado"Poesias em Família"onde serão registados todos os trabalhos escritos e respectivas ilustrações.Podem ser quadras, acrósticos, brincar com as palavras, rimas...

Esperamos que gostem do desafio e façam o vosso melhor ...

publicado por saladosoceanos às 14:21
link do post | comentar | favorito
|

ANIVERSARIANTES DE SETEMBRO

Este ano, no nosso blogue, haverá um post mensal que terá como objectivo dar os parabéns a todos os aniversariantes que fizeram anos no respectivo mês. É uma forma carinhosa de lhes dizer que gostamos e nos lembramos deles.”Os Amigos são para as ocasiões”

Assim sendo em Setembro os Parabéns são para:

-André-dia 6;

-Mariana-dia 9;

-Leonardo-dia 18;

-Marco-dia 21.

publicado por saladosoceanos às 11:43
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 29 de Setembro de 2010

MARÉS VIVAS

Estivemos a estudar um texto que nos convidou a escrever um acróstico sobre "Marés Vivas"

Ora leiam...

 

Mar azul

Agitado com fortes ondas

Relâmpagos estrondosos

Entoam o céu

Sem parar.

 

Vento a soprar

Indica a chegada do Outono

Viajam os pássaros

À procura de calor

Sempre a olhar o imenso oceano.

publicado por saladosoceanos às 22:17
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 25 de Setembro de 2010

SEPARAÇÂO DE LIQUIDOS

A Experiência desta semana serviu para nos mostrar que existem liquidos mais  pesados que outros.Concretamente vimos que a água é mais pesada que o óleo e que não se misturam.

Utilizámos uma seringa, água e óleo.

 

A primeira tarefa foi retirar 10ml do de água e a mesma quantidade de óleo com a mesma seringa.

 

 Apesar da água ser o 1º liquido a entrar constatámos que ficou na mesma em baixo, não subiu.O óleo é mais leve logo,  subiu e a água manteve-se em baixo porque é mais pesada.

 

Por muito que se agite o óleo mantém-se sempre em cima e não se mistura com a água.

 

CONCLUSÃO

 

O óleo é mais leve que a água, por isso sobe, ficando a água, mais pesada, no fundo do recipiente.

A água e o óleo não se misturam porque o óleo é uma gordura que não se dissolve em água.

 

Por esta razão é que quando comemos refeições mais gordurosas não devemos beber muita água,  dificulta a digestão.

publicado por saladosoceanos às 19:55
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Setembro de 2010

CHEGOU O OUTONO

 

 

O Outono é uma estação do ano

Estação do ano fria e chuvosa

Chuvosas são as manhãs lá fora

Lá fora onde as folhas caem das árvores

Árvores tristes e despidas

Despidas sem folhas

Folhas amarelas, castanhas, roxas

Roxas, avermelhadas e laranjas

Laranjas, romãs, figos, castanhas

Castanhas, diospiros e uvas

Uvas bem docinhas e saborosas

Saborosas são todas as frutas

Frutas da época

Época de vindimas, desfolhadas e magustos

Magustos divertidos e alegres

Alegres regressam as crianças à Escola.

 

TEXTO COLECTIVO

publicado por saladosoceanos às 22:40
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 21 de Setembro de 2010

NA TERRA DO "EIRO"

Escrever ajuda a desenvolver a nossa criatividade e por isso cá estamos nós mais uma vez a trabalhar esta competência tão importante para o nosso sucesso escolar.

Analisámos um poema de Luísa Ducla Soares "A força das Palavras" e dentro do mesmo molde construímos o nosso, com enorme prazer.

 

 

"Na Terra do Eiro"

 

Vemos a pinha

nascida do pinheiro.

                                       

No barco chorava

o pobre barqueiro.                                                                                                                                       

 

Navegava no mar

ao lado do marinheiro.

 

Leram ambos a carta

levada pelo carteiro.

 

Onde andará a vaca

procurada pelo vaqueiro?

 

E o seu amigo touro

Que não encontra o toureiro?                                                                                      

 

Levarão um grande estalo                                                                                   

Se estiverem no estaleiro.

publicado por saladosoceanos às 20:17
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. ATÉ SEMPRE

. DIA DO AGRUPAMENTO-QUADRO...

. OCEANO NUMA GARRAFA

. FELIZ ANIVERSÁRIO

. GAZE À PROVA DE ÁGUA

. AMPULHETA

. DIA DA MÃE

. LIVRO DAS HISTÓRIAS DA SA...

. HISTÓRIA DA SALA DOS OCEA...

. DESAFIO DO MÊS

.arquivos

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds