Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011

UMA AVENTURA NOS OCEANOS

A Mariana contou-nos a fantástica aventura no fundo do mar.

Parecia ser um dia como tantos outros...o Vasco nem imaginava a grande aventura que estava prestes a começar!Ali ao lado, mesmo no tanque central do Oceanário, o alerta foi lançado:alguém roubara o Tridente do grande Neptuno!E agora?

Era preciso agir depressa e o Vasco, como Guardião dos Oceanos, pôs-se a caminho numa missão muito especial:percorrer todos os mares e recuperar o Tridente!Será que ele vai conseguir?

Claro que sim, com a união de todos os peixes conseguem salvar o Tridente que estava na posse do chefe do barco-pirata.

publicado por saladosoceanos às 13:53
link do post | comentar | favorito
|

HISTÓRIA DE ALBERTO (Final)

A Ana Catarina contou-nos o restante da história da vida de Alberto Sampaio.

 

O seu regresso definitivo a Boamense foi após a morte de sua mãe e também depois de ter convencido o seu irmão José a deixá-lo partir para o seu canto mágico.estava na hora de tratar das terras de seu pai.

Em Boamense preparou o seu gabinete onde estudava, lia, escrevia e recebia os seus amigos.

Entretinha-se a tratar das vinhas e a produzir vinhos fantásticos.

Antero de Quental era o seu provador oficial, dava-lhe opiniões e de vez em quando visitava-o e divertiam-se imenso a conversar e a passear pela noite dentro.

De vez em quando, conforme combinado, visitava o irmão em Guimarães e a sua longa lista de amigos entre os quais Martins Sarmento, arqueólogo muito conhecido no país e na Europa.

Foi escolhido para dirigir a 1ª Exposição Industrial de Guimarães e diga-se que foi um verdadeiro sucesso.

A sua Biblioteca em Boamense era o seu cantinho predilecto.

Aí estudava e investigava sobre a permanência do povo Romano na Península Ibérica.

Em 1899 acabou de escrever "As Vilas do Norte de Portugal".

Começou a investigar o comércio e as primeiras navegações na costa do Rio Minho.Este trabalho daria mais tarde origem ao livro "As Póvoas Marítimas de Portugal".

Velho e cansado acabou os seus dias no seu canto preferido desde miúdo-Boamense.

 

publicado por saladosoceanos às 11:45
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 25 de Janeiro de 2011

FIGURAS DO PASSADO(Final)

Os dois últimos trabalhos a serem apresentados foram os do Tiago e da Alexandra.

O primeiro fala de D. Afonso Henriques e o segundo da Condessa Mumadona Dias.

 

publicado por saladosoceanos às 17:30
link do post | comentar | favorito
|

HISTÓRIA DE ALBERTO (continuação)

Continuamos a contar a fantástica história da vida de Alberto Sampaio.

Hoje a Alexandra contou as aventuras dos dois manos em Coimbra, as amizades, os romances, o seus escritos ,as idas a Lisboa e o regresso a Guimarães.

 

Em Coimbra tudo era novo.As ruas cheias de pessoas, as lojas, os estudantes...

Começavam logo cedo as aulas e regressavam a casa no final da tarde.

Margarida esperava-os com os seus petiscos deliciosos.

O primeiro amigo que fizeram foi Antero de Quental, que depois de conhecer os petiscos de Margarida passou a ser cliente assíduo da casa.

Alberto e Antero sonhavam ser escritores.

Após terminarem o curso continuaram a viver em Coimbra.

Certo dia Antero correu até casa do amigo e informou-o que iriam para Lisboa à procura  de um livreiro que publicasse o Romance de Alberto e os seus poemas.

Lá foram, bateram a todas as portas e nada, o esforço foi em vão.

Meses depois Alberto voltou à capital com o intuito de instalar lá o seu escritório de advocacia,mas pouco depois desistiu da ideia.Fez as malas e regressou a Boamense, voltou para perto de sua mãe.

Entretinha-se a ler os seus livros, as cartas dos amigos e do irmão que continuava a estudar em Coimbra e a escrever uns artigos para a Gazeta de Portugal.

Após o casamento do irmão, ele e a mãe, voltaram a Guimarães.

Por volta de 1873 aceitou o emprego de Guarda-Livros no Banco de Guimarães.

Não é que tenha gostado muito da ideia de ter de ficar fechado entre quatro parades em frente a uma secretária cheia de papéis e contas e mais contas... 

publicado por saladosoceanos às 17:21
link do post | comentar | favorito
|

MAR

No âmbito do Plano Nacional de Leitura fomos convidados a escrever sobre o Mar...

Nau Catrineta que tem muito que contar

Contar as histórias do mar

Mar profundo e com navegadores

Navegores conquistadores

Conquistadores de um Mundo desconhecido

Mundo desconhecido encontrado por Jorge Albuquerque

Jorge Albuquerque arrais da Nau

Nau barco dos descobrimentos

Descobrimentos e sofrimentos

Sofrimento causado pelo escorbuto

Escorbuto, maldita doença

Doença que se pode apanhar

Apanhar sonhos e conchas no mar...

 

 

 

Ana Catarina

 

  

Nau Catrineta

Catrineta nome da embarcação

Embarcação que levava marinheiros

Marinheiros coitados

Coitadas das mulheres sempre a chorar

Chorar e rezar

Rezar de joelhos

Joelhos magoados

Magoados iam os marinheiros

Marinheiros também cansados

Cansados das aventuras

Aventuras e descobertas no imenso e perigoso mar...

Rui

  

 

publicado por saladosoceanos às 17:21
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 23 de Janeiro de 2011

HISTÓRIA DE ALBERTO (continuação)

Como sabem a história continua e na sexta-feira o Nuno continuou a sua leitura.

 

Alberto e o irmão eram pequeninos quando o seu pai Bernardino, que era juíz em Celorico de Basto,  morreu subitamente.

Continuaram a morar em casa do Cónego até sua mãe decidir mudar-se para Boamense, o lugar mágico daquela família.

Brincavam alegremente nos jardins e tomavam banho no rio.Os animais da quinta faziam parte da sua rotina.

Brincavam saudavelmente, os dois,  como crianças realmente felizes.

A primeira escolaridade de ambos foi no Real Colégio de D.Fernando em Landim e os meninos eram transportados pelo cocheiro até ao Colégio.

No primeiro dia José tinha de arrastar o irmão pelas escadas mas quando viu que eram tão bem recebidos pelo professor Correia de Abreu logo passou a dor de barriga.

A partir daquele dia a viagem era fantástica de Boamense até Landim.Por vezes  o Sebastião até os deixava conduzir os cavalos.

Já crescidos foram para Braga estudar e foi chegada a hora de rumar a Coimbra.

Depois de feitos os exames para ver se entravam na Universidade estava tudo a postos para decidir o seu futuro.

Passaram os dois com distinção .

Era hora de fazer as malas para seguirem viagem.

Assim foi, depois de tudo pronto e envolvidos em lágrimas e abraços viajaram até Coimbra onde concretizariam os seus sonhos.

As recomendações foram feitas e as bençãos dadas  e que a Senhora da Oliveira os guie nesta aventura...

publicado por saladosoceanos às 21:18
link do post | comentar | favorito
|

FIGURAS DO PASSADO (Continuação)

Aqui ficam os três ultimos trabalhos apresentados.O Pimeiro da Mariana, o segundo do Rui e o terceiro do Marco.

 

 

 

 

 

 

publicado por saladosoceanos às 21:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. ATÉ SEMPRE

. DIA DO AGRUPAMENTO-QUADRO...

. OCEANO NUMA GARRAFA

. FELIZ ANIVERSÁRIO

. GAZE À PROVA DE ÁGUA

. AMPULHETA

. DIA DA MÃE

. LIVRO DAS HISTÓRIAS DA SA...

. HISTÓRIA DA SALA DOS OCEA...

. DESAFIO DO MÊS

.arquivos

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds