Domingo, 29 de Maio de 2011

SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS

Esta semana estivemos a trabalhar Sequências Didáticas.

Quase que podemos dizer que as atividades são o inverso das do Ciclo de Escrita que já havíamos realizado na semana anterior.

Desta vez escrevemos um texto narrativo , aproveitando o temas anteriores.Em grupo discutimos o que íamos escrever e depois de feita a revisão obtemos quatro histórias engraçadas.

Convém referir que antes da revisão tivemos oportunidades de ver todas as caraterísticas de um texto narrativo, para desta forma podermos verificar se cada um dos nossos textos tinha todos os requisitos necessários.

 

Um verdadeiro Turista

 

 Numa bela manhã de Verão, eu e os meus irmãos, o Leo vestido a rigor, a Mariana conhecida pela refilona, e a Filipa que era muito fashion, fomos para os Estados Unidos.

Quando chegámos vimos a Casa Branca, e logo pegámos nas máquinas fotográficas para depois podermos mostrar as fotos aos nossos amigos.

Caiu a noite e fomos acampar para as nossas tendas.

De manhã bem cedo visitámos um museu de arte com pinturas magníficas que lá havia.

Ao almoço fomos a um restaurante que tinha um dos melhores cozinheiros do mundo.

A Filipa deliciada perguntou ao Leo:

_ Que delícia, vamos repetir mano?

_Claro que sim- respondeu ele prontamente .

De tarde assistimos a um jogo de futebol americano.Depois fomos a um parque aquático.

Divertimo-nos imenso e até fizemos novos amigos.

Ao final do dia fomos para um hotel cinco estrelas, o serviço era ótimo.Naquele dia preferimos não acampar.

Logo depois de acordarmos seguimos viagem para Miami.Os dias passavam a correr.

Fomos para a praia, demos um passeio de barco em pleno oceano Pacífico e tirámos fotografias aos golfinhos.

E por fim, já prontos a regressar a casa , veio um amigo pedirmo-nos para o trazer connosco, pois ouviu-nos a contar tantas histórias de Portugal, que não resistiu em conhecer os encantos e mistérios do nosso país.

(Mariana, Rui, Leonardo, Filipa)

 

 

Meu sonho era ser Pescador

 

Era uma vez um pescador chamado Nuno.

Uma bela tarde de Verão, pescava  calmamente no seu barco com a cana e o anzol.

Como era tão bom pescador foi convidado para um concurso de pesca.

Pelo caminho encontrou o Luís Pedro, e o André a jogar à bola.

O Nuno tinha o cabelo castanho escuro.Os amigos que eram gemeos também tinham o cabelo da mesma cor, o problema é que não sabiam pescar.

O Nuno explicou-lhes que a pesca era a apanha de peixe e que era uma atividade económica muito importante para o desenvolvimento do país.

Depois encontraram a Ana na peixaria a comprar lulas.

Os quatro amigos foram para casa da Ana.

O Nuno tinha-se esquecido do concurso e foi pescar para um lago.Mas a menina lembrou-o e foram a correr.

Era a vez do Nuno e os amigos tirarem o bilhete para entrarem.

Chegada a vez do Nuno, foi um sucesso.Ele pescou imenso:20 lulas, 17 sardinhas, e 7 caranguejos.

Os gemeos , no barco também fizeram uma bela pescaria.

O Luís Pedro caiu à água e o Nuno largou imediatamente a cana e salvou-o.

No final o Nuno explicava aos amigos que a venda do peixe está ligada à pesca e que os nossos barcos ainda não são muito evoluídos.

Apesar da vida de pescador não ser fácil, era este o seu sonho.

(Nuno, Luís Pedro, André, Ana Catarina)

 

Um sonho de família

 

 

Era uma vez um menino chamado Marco que estava a brincar no jardim da D. Jéssica com a Alexandra e o Diogo.

Todos tinham olhos castanhos exceto a Alexandra que possuía um belo par de olhos esverdeados.

O Marco e a D. Jéssica eram altos e sonhadores.

A Alexandra e o Diogo apesar da sua baixa estatura,  eram muito inteligentes.

Os caracóis do Diogo bailavam de tanto sonhar com o futuro.A D. Jéssica também ansiava um futuro risonho para os seus filhos.

O mais velho, o Marco era muito malandro, mas os mais novos eram muito meigos e pacatos.

O sonho destes três irmãos tão diferentes uns dos outros era serem empresários .Esta ideia agradava à mãe pois poderiam vir a ganhar muito dinheiro.

Quando cresceram o sonho tornou-se realidade e a sua fábrica era de brinquedos.Tornaram muitas crianças felizes.No Natal ofereciam brinquedos a várias instituições.

Um dia, quando trabalhavam,  a mãe veio visitá-los e disse-lhes que muitas fábricas estavam a fechar por causa da crise.

Infelizmente, chegou o dia em que  a fábrica dos filhos também teve de encerrar portas.

Passado algum tempo, e com muito esforço por parte de todos a empresa reabriu.Todos estavam bastante satisfeitos.A mãe ficou tão emocionada que até chorou de felicidade.

Os seus filhos e os trabalhadores eram uns verdadeiros heróis.

Fizeram todos uma festa para comemorar aquela ocasião tão especial.

(Alexandra, Marco, Jésica, Diogo)

 

A Horta Portuguesa

 

Numa bela manhã de sol, na aldeia da Horta Portuguesa , o Sr. Tiago que era muito brincalhão, trabalhava.

Utilizava para cultivar a terra engaços, tratores, semeadores, foices, regadores, arados e outras máquinas próprias.Os instrumentos eram variados.

Na Horta Portuguesa, era assim conhecida a quinta,cultivavam-se   alguns produtos para exportar tais como: vinho, cereais, azeite e frutos.

Certo dia , tendo falta de trabalhadores, pois haviam emigrado em busca de melhores condições de vida, o Sr. Tiago ligou às primas que eram muito vaidosas e viviam na cidade.

-Querem cá trabalhar?-perguntou o pobre agricultor.

-Claro que não-respondeu logo a Isabel que era muito preguiçosa.

O Sr. Tiago lembrou-se de muitas pessoas mas depois de falar com todas e nenhuma ter aceite lembrou-se da sua cunhada, que conhecia gente que gostava de trabalhar na terra.

-Sabes quem quererá trabalhar cá na Horta?-perguntou o Sr. Tiago mais uma vez.

A Anita lembrou-se de tentar ligar ao pai do João que estava desempregado há algum tempo.

-Sabes o número dele?

-Sei sim, Tiago é o 91645113-respondeu ela esperançosa.

Logo o pobre homem ligou para ver o que dizia.

Ficou muito contente porque o Sr. Paulo viria todos os sábados e ganharia 300 euros, que bela ajuda lhe daria.

Naquele ano a Horta Portuguesa foi nomeada a melhor quinta de Portugal, pois todos os que lá trabalhavam  cuidavam muito bem dela e com muito carinho.

(Inês, Catarina Isabel, Tiago, Bárbara)

 

publicado por saladosoceanos às 19:40
link do post | comentar | favorito
|

DEDO MÁGICO

A experiência desta semana tinha como objetivo testar a densidade da água.

Utilizámos água, pimenta e detergente da loiça.

 

 

 

Depois de deitarmos a pimenta na água  formou-se uma película à superfície, que a impediu de afundar.

 

 

Em seguida, deitámos uma gota  de detergente e a camada superficial desapareceu  completamente.

 

 

 

Conclusão 

A água tem uma força à superfície, muito grande. Essa força funciona como uma barreira que não deixa que a pimenta se afunde.

O detergente fez com que essa força diminuisse, permitindo que a pimenta se afunde

publicado por saladosoceanos às 17:04
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 24 de Maio de 2011

ANEDOTAS - CÃO E GATO

Hoje tivemosmos cá na escola a presença  do escritor José Saraiva Quando ilustra adopta o pseudónimo Tiago Salgueiro.

Este senhor escreveu vários livros com anedotas, entre os quais um sobre anedotas com animais .Lemos e analisámos uma que falava de um cão e um gato.

 

Aqui fica...

 

Um cão vai passar

umas férias para o

Algarve.Quando lá

chega, encontra um gato e

faz:

-Au, au!!!                                                                                                                                

-Responde o gato:     

-Au, au, au!?

Pergunta o cão:

-Au!?Mas tu não devias fazer miau?!

-Sabes-diz o gato-aqui no Algarve

quem não sabe mais  do que uma língua

não vai longe!...

 

Aproveitando as mesmas personagens escrevemos, em grupo, algumas anedotas também.

 

O cão foi encontrar-se com a gata no parque e caiu no chão.Partiu os dentes quase todos.

Foi ao consultório da Dra. Gata que lhe tratava os dentes sempre que era preciso.

Mas desta vez era grave!

Ainda por cima tinha de falar com a gata Chinoca, pobre cão!

-Que havia ele de fazer, se a dentadura que a doutora lhe colocou estava sempre a cair?

(Mariana, Leonardo)

 

 Era uma vez um cão e um gato, que foram a uma loja e viram uma moeda de ouro que tinha escrito:"Não tocar nesta moeda"

Ele imaginou que havia um cão que lhe tocou  e ela assobiou.

O gato pergunta:

-Que brincadeira é esta?

(Filipa e Bárbara)

 

Era uma vez dois amigos que eram um cão e um gato.

O gato mandou o cão ir à missa.

O cão perguntou ao companheiro onde ficava a igreja.

O gato disse-lhe para entrar onde visse muitos cães e gatos juntos.

O cão viu um aglomerado de cães e gatos a entrar para a tourada e lá entrou também.

Quando voltou o gato perguntou se a missa tinha corrido bem e o cão respondeu:

-Sim, sim mas o papa cão tinha cá uns cornos!!!

(André, Marco, Alexandra)

 

O cão campista vai acampar à floresta.

Quando chegou viu um gato abandonado.Decidiu ajudá-lo.

Ele logo lhe respondeu:

-Au, au, au...

-Estás bem ?-perguntou o cão tropeçando numa casca de banana e partindo os dentes contra uma árvore.

O gato levou-o ao dentista Cão, explicando-lhe que o amigo tinha engolido todos os dentes.

Pelo caminho o gato deixou cair o cão e apareceu um urso que lhes arrancou a cauda.

Fugiram a sete pés e , coitados,  foram para o hospital.

(Luís Pedro, Diogo)

 

 

Numa bela tarde de Verão, o gato e o cão estavam na praia.

Cada um deles tinha um problema fisico.O cão andava em bico de patas e o gato era coxo.

Nisto avistaram uma cadela e uma gata deslumbrantes.

Ambos queriam impressioná-las mas não queriam mostrar as suas deficiências.

O cão que era muito esperto logo resolveu o problema.

Então começou a gritar:

-Ai que a areia está muito quente!

E o gato prosseguiu:

-Ai que a areia está cheia de buracos...

(Nuno, Rui)

 

Havia um gato que esfomeado, passou pelo restaurante.

Entrou e pediu uma espetada de peixe.

O cão, empregado de mesa , ignorou o pedido e não lhe trouxe o petisco.

Quando o cão se dirigia a outro cliente o gato fez-lhe uma rasteira e ele deu um grande PUUU....

Imediatamente o restaurante ficou vazio, pois não se aguentava tal cheirete!!!

(Catarina ,Tiago) 

 

 

Era uma vez um cão e um gato, que queriam ir ao talho comprar carne.

O cão perguntou ao gato onde ficava o talho e ele respondeu-lhe que era logo ali.

Entraram no talho e o senhor perguntou:

-O que desejam?

-Queremos comprar carne-responderam

Ao sair do talho escorregaram numa casca de banana e ao caírem o cão enfiou a cabeça no caixote do  lixo e a carne caiu por cima do gato.

(Inês, Catarina)

 

Depois de nos ter falado sobre os seus livros e  das suas inspirações para a escrita convidou-nos a assistir a uma brilhante ilustração.

Nós dizíamos animais e ele desenhava caraterísticas desse mesmo animal.Depois foi o contrário.Tiago Salgueiro ia desenhando e nós tinhamos de adivinhar de que animal  se tratava.

O produto final foi a junção de todos os animais.Até teve direito a nome.

 

publicado por saladosoceanos às 11:51
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 21 de Maio de 2011

QUEM TEM AMIDO?

Ontem estivemos a ver quais os alimentos que têm na sua constituição amido.

Utilizámos uma batata, uma maçã, uma bolacha de água e sal, banana e pão.Também usámos tintura de iodo.

De seguida colocámos umas gotas de tintura em todos os alimentos.

   No pão                                 Na bolacha                                  Na batata

 

 

          Na maçã                               Na banana

 

Esperámos um pouco e eis o que aconteceu:

 

O pão, a bolacha e a batata assumiram uma cor azul escura, a maçã e a banana mantiveram a cor inicial da tintura de iodo.

Podemos então dizer que os três primeiros alimentos têm amido e os restantes não têm.

 

CONCLUSÃO

 O amido reage com o iodo, que existe na tintura. O resultado é um composto azul. Então, todas as substâncias que têm amido ficam azuis quando se adiciona a tintura de iodo. As substâncias que têm amido e dão energia são o pão, a batata e a bolacha, entre outras. As substâncias que não têm amido são a maçã e a banana, entre outras

publicado por saladosoceanos às 18:38
link do post | comentar | favorito
|

PRIMEIRA COMUNHÃO

Amanhã, dia 22, comemorar-se-à uma ocasião muito importante para dois  dos nossos peixitos.

O Rui e a Jéssica farão a sua Primeira Comunhão.

Desejamos-lhes um dia muito feliz cheio de alegria e repleto de amor.

São os sinceros votos da Professora Ana e respectivo cardume da sala dos oceanos.

publicado por saladosoceanos às 15:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

CICLO DE ESCRITA

Em Língua Portuguesa trabalhámos esta semana o Ciclo de Escrita.

Os temas eram conteúdos de Estudo do Meio(Agricultura, Indústria, Pesca e Turismo).

Este trabalho passou por várias fases.Primeiro a turma foi dividida em quatro grupos e seleccionado o respectivo tema.

Seguidamente foi apresentada e  analisada toda a informação que havia sido pesquisada em casa por cada aluno e relacionada com o tema correspondente a cada um.

Na fase seguinte foi feita uma chuva de ideias sobre o assunto de cada grupo e logo depois a organização de toda a informação.

A próxima tarefa consistiu na escrita do texto propriamente dito(Textualização).

Esta actividade foi bastante diversificada . De seguida os textos foram trocados entre os vários grupos.O objectivo desta troca tinha fundamentalmente o objectivo de serem melhorados, revistos pelos outros colegas que não trabalharam directamente o tema mas que ouviram toda a informação na sala de aula no momento da discussão de cada conteúdo. 

Depois de feita a revisão cada grupo reescreveu o seu texto.

O resultado final foi bastante satisfatório!

 

A Agricultura

 

A Agricultura é um conjunto de técnicas para cultivar produtos agrícolas.

Os instrumentos de trabalho utilizados nesta actividade são:os tractores, engaços, máquinas próprias, sachola, foices, carrinho de mão, ceifeira, semeador, arado, grade, charrua...

Na horta produzem-se frutos de várias espécies e hortícolas variadas.

A Agricultura evoluiu muito.Antigamente era tudo feito à mão e nos nossos dias existem máquinas próprias para todo o tipo de trabalho.Há muitos anos atrás os agricultores demoravam imenso tempo a cultivar a terra.

As estufas ajudam a crescer mais depressa as plantas e todos os produtos agrícolas.

As várias actividades que estão ligadas à  agricultura são o comércio, a indústria , a exploração florestal, a criação de gado entre outras.

Alguns produtos cultivados em Portugal são vendidos para outros países.

A agricultura apesar de não ser tão intensa como antigamente, ainda apresenta culturas de qualidade como o arroz, o sal, o vinho, o azeite e os cereais.

(Inês, tiago, Isabel, Bárbara)

  

A Indústria

 

A Indústria é uma actividade económica.

É o processo de transformar matérias -primas em outros produtos.

Há muitos tipos de Indústrias.

Por elas são usadas variadíssimos instrumentos tais como:máquinas, papel, madeira, tesouras, enfim utensílios especificos para cada situação.

Nas Indústrias produz-se vestuário, calçado, brinquedos, malas, automóveis, papel, vidro, móveis, armas, medicamentos...

As matérias-primas já transformadas são levadas por camiões, barcos, comboios,  e outros transportes para os postos de venda.

Antigamente fazia-se quase tudo à mão.Agora as máquinas substituíram o homem.

Há muitas actividades que estão ligadas à Indústria como o comércio, a agricultura e os serviços.

As indústrias em Portugal estão a diminuir por causa da crise.

Não devemos gastar dinheiro desnecessariamente pois está aí à porta um período difícil.

Devemos pedir ajuda à União Europeia para conseguirmos reabrir muitas das nossas indústrias que não fugiram à falência.

Elas precisam de muita energia para transformar as matérias-primas.Os responsáveis terão também de ter muito cuidado com a poluição que as indústrias provocam.O Meio Ambiente tem de ser preservado.

Esta situação desagradável levou muitas pessoas ao desemprego  e a graves carências económicas

(Alexandra, Marco, Diogo,Jéssica)

 

 

O Turismo

 

O Turismo consiste em actividades feitas pelos turistas durante as suas longas viagens.Estes gostam de visitar museus, monumentos, igrejas, bibliotecas, povoações históricas, praias, castelos e explorar as maravilhas da Natureza.

Visitam novas localidades com diferentes línguas, culturas e modos de vida.

Nos locais visitados aumentam os postos de trabalho, e há um grande investimento para que os turistas fiquem bem  impressionados.O comércio local lucra com esta actividade pois eles compram lembranças, figuras de barro, livros, postais,...

Relativamente à gastronomia os turistas provam os vários pratos tradicionais, deliciando-se!O pior é a balança!

Os portugueses são um povo muito hospitaleiro e simpático.

Quando é Inverno o Turismo chama-se Turismo de montanha, no Verão é designado de Turismo balnear.

Nós somos conhecidos pelo Sol,praia, e uma óptima gastronomia.Não existe melhor comidinha que a portuguesa.

Os turistas usam variados instrumentos como máquinas fotográficas e de filmar, malas, binóculos, mochilas, mapas, tendas, livros, GPS, chapéus, óculos de sol, bússulas.

Portugal é um país muito visitado pelos turistas que no Verão preferem as belas praias do Sul e no Inverno a macia neve da Serra da Estrela onde praticam desportos de montanha.

Os turistas têm oportunidade de conhecer o mundo que nos rodeia.

(Rui, Mariana, Filipa, Leonardo)

 

A Pesca

 

A Pesca é uma actividade económica que consiste na apanha de peixes e de outros animais aquáticos.

Para pescar é preciso uma cana- de- pesca e um isco que normalmente para amadores é uma minhoca.Também é necessária uma rede.

Pode pescar-se em lagos, rios, mares, lagoas, barragens e outros locais.

A poluição provoca o desaparecimento de algumas espécies aquáticas, impedindo-nos também por este motivo de apanhar muitas vezes peixes e outras espécies aquáticas, quer no mar ou no rio.

Os peixes podem ser vendidos frescos, enlatados fumados, congelados.Estes procedimentos são feitos nas indústrias.

Antigamente usavam-se para pescar lanças, arpões e setas.Alguns anos depois foram utilizadas armadilhas e redes.

Nos dias de hoje é tudo mais modernizado usando meios de transportes aquáticos , muito desenvolvidos, bem como redes e canas-de -pesca bastante sofisticadas.

O peixe serve-nos de alimento e é vendido nos supermercados, mercados e peixarias.

Do mar também se extrai o sal.

A venda do peixe está ligada a esta actividade bem como à indústria, ao comércio e ao turismo.´

É uma actividade económica muito importante para o desenvolvimento do nosso país.Todos conhecem os saborosos pratos de peixe que se confeccionam em Portugal.E então o bacalhau...simplesmente delicioso das suas mil maneiras diferentes de o cozinhar!

A Pesca é um meio de sobrevivência para os pescadores, cuja vida depende da quantidade de pescado que trazem cada dia, não esquecendo os perigos do mar e uma brincadeira para os mais pequeninos, divertindo-se muito.

(Ana Catarina, Nuno, Luís Pedro, André)

publicado por saladosoceanos às 14:03
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 17 de Maio de 2011

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL-FRUTA

Seguindo a máxima"Para forte crescer, frutas e hortícolas tenho de comer"tivemos conhecimento acerca dos benefícios de comer tomate e cenoura que tão bem fazem à nossa saúde.Cá na escola já comemos cenoura ao lanche e brevemente comeremos tomate.

Resolvemos escrever um texto sobre o assunto.

 

Um mistério na horta

 

Era uma vez uma bela horta.O senhor João tratava muito bem dela, era um autêntico jardim.

Lá bem no meio, vivia o menino Tomate,  grande e rechonchudo e a sua bela e esbelta,  vizinha Cenourinha.

Certo dia, quando o  senhor João colhia alguns tomates e cenouras para as suas refeições, verificou que faltava um tomate e uma cenoura.

Muito preocupado pensou:

-Quem os terá levado?

Correu apressadamente para casa e logo perguntou à sua  mulher:

-Foste à horta colher um tomate e uma cenoura?

-Eu não-respondeu ela.

Depois de perguntar a todos os habitantes da aldeia Horta Real ficou sem saber e sem perceber o que havia acontecido.

O Tomás, neto do senhor João, sem que o avô desse por ela, levou para a escola o Tomate e a Cenourinha, pois no dia seguinte haveria uma palestra sobre "Alimentação Saudável".

Quando a nutricionista acabou de falar, o Tomás, pediu licença para mostrar e comentar a importância deste fruto e desta hortícula  na nossa alimentação.Ficaram admirados com aquele belo fruto e aquela magnífica cenoura, eram os maiores e mais bonitos de toda a horta do avô João.Reinava o espanto e o tremendo orgulho que o avô estava a sentir pelo seu neto.

O Tomás antes de falar havia pesquisado na Internet sobre o assunto .Então começou a sua exposição:

-O tomate é um fruto com licopeno e vitamina C.A cenoura faz bem aos olhos, e tem vitaminas e minerais.

E continuou:

-Sabem porque é que a cenoura é cor-de-laranja?-perguntou

Todos o ouviam maravilhados.

Ninguém respondeu e ele prosseguiu:

-A cenoura tem beta-caroteno, ou seja vitamina A que lhe dá este tom alaranjado.

O menino mostrou novamente aqueles dois alimentos saudáveis e acrescentou que eram biológicos, sem adição de quaisquer produtos quimicos.

A partir daquele dia tão importante  passaram a comer cenoura e tomate com mais frequência,  em casa e na escola.

O Tomás recebeu um forte aplauso de todos e um enorme abraço do seu querido avô, que depois disto lhe perdoou o facto de ter ido à horta buscar a Cenourinha e o Tomate sem pedir autorização.

publicado por saladosoceanos às 22:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. ATÉ SEMPRE

. DIA DO AGRUPAMENTO-QUADRO...

. OCEANO NUMA GARRAFA

. FELIZ ANIVERSÁRIO

. GAZE À PROVA DE ÁGUA

. AMPULHETA

. DIA DA MÃE

. LIVRO DAS HISTÓRIAS DA SA...

. HISTÓRIA DA SALA DOS OCEA...

. DESAFIO DO MÊS

.arquivos

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds